insonia-idosos-pasalix

A necessidade de horas de sono reduz ao longo da vida. Enquanto um bebê recém-nascido passa grande parte do seu dia dormindo, entre 14 e 17 horas, adolescentes em fase de crescimento precisam dormir por cerca de 10 horas. Já os adultos e pessoas na terceira idade possuem essa necessidade reduzida e podem atingir o descanso necessário em 7h ou 8h por noite.

A melhor idade, como estamos chamamos hoje em dia, é comumente uma fase em que o idoso, já aposentado, possui mais tempo livre, e, muitas vezes, tendem a fracionar o sono em pequenos cochilos durante o dia. Esse hábito pode atrapalhar as horas de descanso noturnas, que são de grande importância para o equilíbrio do organismo. Outras causas comuns de insônia em idosos são doenças crônicas, uso de medicamentos e seus efeitos-colaterais, apneia do sono, ansiedade, depressão, entre outros problemas que necessitam de diagnostico correto para serem tratados.

A prática de exercícios físicos de leve intensidade, regular a rotina diária, uso de chás calmantes, evitar o consumo de cafeína e bebidas alcoólicas e fazer refeições leves no jantar, são algumas das alternativas para auxiliar no tratamento dos distúrbios do sono e, dependendo da indicação médica, alguns medicamentos também podem ajudar.

A insônia é um mal perigoso para os idosos, já que ela diminui a capacidade de concentração, atenção e memória. Além disso, causa sonolência diurna, que pode favorecer o desequilíbrio e causa quedas e favorece acidentes.

Recomendados

O uso de smartphones  aumenta a ansiedade
Leia mais...
Ansiedade: quando a aceleração dos pensamentos é problema
Leia mais...
Insônia: a doença que afeta 40% dos brasileiros
Leia mais...

0 comments

Responder