De acordo com a Universidade de Oxford, uma em cada cinco pessoas que tiveram Covid sofreram com ansiedade, depressão ou insônia depois. A pesquisa utilizou dados de 69 milhões de americanos para chegar ao resultado.

As mudanças que o coronavírus provocou na rotina de todo mundo, trouxe consequências à saúde mental de muita gente. O isolamento social, falta de convívio com a família e amigos, desemprego, uso de máscara e o medo da doença em si já são grandes gatilhos para quadros depressivos, crises de ansiedade quando surge a necessidade de sair de casa ou dificuldades para dormir.

Segundo conclusões da pesquisa, quem contraiu a doença apresentou alguns destes transtornos pela primeira vez nos 3 meses após a contaminação.

Para quem já teve ou ainda tem um destes diagnósticos, é importante redobrar os cuidados e buscar ajuda psicológica desde já. Com as vacinas chegando, a esperança de retomar as atividades cresce, mas não pode fazer com que os cuidados diminuam. 

É recomendado, portanto, fazer exercícios físicos em casa, para prevenir o estresse, a insônia, além de outras práticas como meditação, uso de fitoterápicos, terapias ocupacionais, a fim de manter o corpo ativo e a mente em equilíbrio.

0 comments

Responder