Quando pensamos em planejar nossa semana, não contamos com diversos imprevistos que fogem do nosso controle e que podem prejudicar a saúde mental. No entanto,  podemos (e devemos) criar momentos que façam o contrário, nos ajudando a manter o equilíbrio.

Se você passa muitas horas do seu dia trabalhando em algo que não te motiva ou mantém relações próximas que esgotam suas energias, saiba que sua saúde emocional corre perigo.

De acordo com Lucrécia Thobias, psicóloga da rede municipal de saúde do Rio de Janeiro, muitos pacientes desencadeiam problemas graves de saúde em decorrência do estresse, como cardiopatias, hipertensão arterial, obesidade, insônia, depressão, doenças no aparelho digestivo, entre outros.

Inspira e respira

Uma das dicas da profissional é atenção na respiração, com exercícios que promovam a calma quase instantaneamente. Eles podem ser feitos diariamente para prevenir ansiedade ou até mesmo durante uma crise, caso seja possível. 

Qualquer que tenha sido o gatilho da tensão ou da sensação de ameaça, reserve um momento para estar só, de preferência em silêncio. Veja o passo-a-passo:

“Sente confortavelmente, sinta os pés no chão, preste atenção neles tocando o solo e em como você está no controle dessa ação. O objetivo é se conectar com o presente e consigo. Faça uma concha com as mão e envolva nariz e boca. Puxe o ar lentamente pelo nariz, solte pela boca, com calma, por aproximadamente 1 minuto ou até sentir-se melhor”.

Atividades com o corpo

A endorfina é um hormônio liberado pela glândula hipófise durante as atividades físicas, estimulando o corpo a sentir alegria, prazer e conforto. Além disso, praticar exercícios reduz os hormônios causadores do estresse.

Por isso, escolha algo que combine com você e que seja prazeroso. Pode ser dança, sequência de exercícios aeróbicos, aulas de ioga, caminhada, pilates e, por que não, uma brincadeira com as crianças usando bola e bastante movimento?

Criatividade e mente ativa

A arte é uma porta para o autoconhecimento, o qual é a chave para se alcançar equilíbrio emocional. Manter-se ativo com leitura, trabalhos manuais e que envolvam criatividade é uma forma saudável de usar seu tempo.

Não à toa, o isolamento social tem trazido hábitos antigos como o bordado ou atividades com tinta, tecido, papel, entre outras. São práticas que beneficiam a capacidade psicomotora e cognitiva e ativam a paciência.

Atividades artísticas nos estimulam a refletir sobre nossos sentimentos, a nos expressar e nos comunicar de forma subjetiva e profunda. Usar a criatividade para produzir alguma coisa com as mãos aquieta a mente, te coloca no presente, trazendo o bem-estar tão fundamental para manter o estresse longe.

Alimentação

É comum optarmos por alimentos ricos em gordura e açúcares quando estamos estressados. Isto porque a rápida elevação na glicose nos causa prazer. A má nutrição, entretanto, nos impede de desempenhar bem das funções mais básicas, como evacuar, às mais exigentes, como o trabalho intelectual. 

Duvide de dietas radicais e foque na reeducação alimentar. Mude aos poucos seus hábitos, inclua mais vegetais e frutas que você verá a mudança acontecer.

Afetividade

Somos seres sociáveis, interdependentes e precisamos uns dos outros para viver bem. Conte com sua rede de apoio, seja em família, amigos, ou pessoas próximas de seu convívio para conversar, compartilhar uma refeição e acrescentar mais calor humano na sua rotina. 

Relacionamentos são importantes e nos fazem sentir mais seguros e confiantes para lidar com as questões pessoais geradoras de conflitos. A ajuda do outro pode ser um recurso emocional valioso em momentos de estresse.

0 comments

Responder